Potência

O parque electroprodutor português sofreu uma mudança de paradigma no que se refere à origem das principais fontes de abastecimento nas últimas duas décadas. A partir de 2005 verificou-se um acréscimo gradual da potência renovável instalada, sendo que o parque electroprodutor conta hoje com mais 56 % da potência instalada que a verificada nesse ano. Por sua vez, desde 2011 a potência fóssil instalada tem vindo a apresentar uma redução que será ainda mais evidente em 2021 com a desativação da central de Sines.

Fonte: DGEG, Análise APREN